08 | julho

Que tal deixar seu filho pintar o sete dentro de casa?

Com a chegada dos filhos, tudo muda à nossa volta: rotina, relacionamentos, horários e, principalmente, a casa que moramos. Os pais devem ter em mente que a construção de um ambiente acolhedor e criativo é algo essencial. Mas a dúvida que permanece é: como tornar isso possível sem destinar todos os espaços para as crianças? Aquela imagem de uma casa cheia de crianças correndo com brinquedos espalhados pelo chão pode até agradar no início, mas ninguém quer viver assim sempre. Estimular os pequeninos não significa viver na bagunça, existem outras formas de fazer isso.

Mother and daughter drawing

Para a professora, arquiteta e mãe das pequenas Antonella (três anos) e das gêmeas Olivia e Sofia (um ano e sete meses), Tatiane Petreca, as crianças gostam de sentir e tocar os objetos, pois a curiosidade faz parte do seu desenvolvimento.

Um ambiente monótono não será interessante, então é preciso investir em um espaço que crie uma identificação e gere uma sensação de segurança, para que possam brincar, imaginar e pintar. A arquiteta destaca que crianças são genuinamente criativas. “Quem nunca transformou enfeites, panelas e outros objetos domésticos em brinquedos?”, lembra. Por isso, fica claro que um dos estímulos à criatividade é o espaço onde a criança mora.

438099-PEBQHZ-34

Iniciando o processo

Existem várias maneiras de incentivar a criatividade e a arte nos filhos. Sabendo que a decoração remete à arte e auxilia no processo criativo, conversamos com a professora do Mestrado Interdisciplinar em Gestão do Conhecimento nas Organizações da Unicesumar, Letícia Fleig. Segundo ela, uma das vantagens de estimular o contato da criança com a arte é fazer com que ela aprenda a se comunicar e compreender mais sobre si e sobre o outro. “A arte precisa estar inserida na rotina da criança, seja pela observação (um quadro) ou pela convivência. Neste caso, podemos citar diversos recursos, desde os mais simples, como um lápis e papel, aos mais modernos, como editores de vídeo e fotos”, explica Letícia.

582419-PM4W6T-774

Já no que se refere à decoração, podemos mencionar as tintas laváveis para as paredes, móveis com detalhes em lousa, tintas que imitam a textura de lousa, ou, seguindo a dica da arquiteta Tatiane, instalar rolos de papel kraft na parede ou em mesinhas para as crianças usarem e abusarem da criatividade desenhando. Além de ser uma ideia genial, contribui para o cantinho destinado a elas ficar mais organizado.

Tatiane ainda menciona o método Montessori com um ótimo incentivo ao desenvolvimento infantil. Para aqueles que não estão familiarizados, este é um processo que faz com que toda a estrutura física da casa se adapte às fases da criança. Outras sugestões da Tatiane para uma decoração que estimule os pequenos são:
– prateleiras de livros em alturas nas quais as crianças consigam ter fácil acesso;
– uso de tapetes e almofadas para tornar o ambiente acolhedor; e
– baús e caixas organizadoras que contribuam com a autonomia das crianças e estimule seu senso de organização.

317495-P8X3MI-985

Para a Vanguard, a infância é muito importante. Por isso, criamos espaços nos nossos empreendimentos que estimulem a criançada e façam com que os moradores mirins vivam o melhor desta fase. Além disso, trazemos conteúdos para que você possa estar cada vez mais preparado para cada etapa na vida dos seus pequenos.

Fique de olho, nosso próximo lançamento em Curitiba será focado nos pequenos. O que será que estamos preparando?

———

Texto: NQM Assessoria